quarta-feira, janeiro 28, 2004

Circo

E hoje há circo no Parlamento Europeu. Pelo menos, na sala da conferência/debate sobre “O tráfico de crianças, tendo em vista a exploração sexual, numa Europa Alargada” será possível ouvir uma senhora vinda do país do Avô que corre pelos montes atrás da neta Heidi, de nome Cláudia Neves, Presidente da Associação “Inocência em Perigo discorrer sobre as supostas redes de pedofilia existentes na Madeira.
Parece que a ditosa senhora tem provas inequívocas da existência deste fenómeno e dessas coisas obscuras que fazem desaparecer crianças por obra do Espírito Santo e sem deixar rasto lá para os lados de Câmara de Lobos. Parece que sabe qualquer coisa desse assunto tão secreto que quase mete FBI e Ficheiros Secretos ao barulho.
Mas sendo assim, há que perguntar porque não as apresenta à Polícia ou a quem de direito para as investigar? Onde estão essas tão importantes e redutoras provas? Se ela sabe que há sofrimento infantil (comércio, tráfico, prostituição) porque é que não o denuncia junto das autoridades competentes? É preciso tanto show-off? Ou será antes problema de vaidade? Ou de procura de protagonismo pessoal? Não se percebe onde anda o altruísmo da senhora.
Eu não acredito em coincidências e deixa-me muito intrigado o timing destas denúncias, ainda para mais quando não consigo perceber as motivações inerentes a tudo isto.
De quem se quer desviar atenções, por exemplo, poderia ser uma pergunta interessante a colocar. Mas calculo que a tal da D. Cláudia não tenha provas suficientes para me responder. E eu já não tenho pachorra para me chatear.