sexta-feira, março 26, 2004

Sobre as frustrações

Frustrações da esquerda
- estava à espera que os americanos plantassem as armas no Iraque para finalmente legitimarem a sua intervenção. Tal não aconteceu. Essa táctica de guerrilha é mais vezeira de outros regimes e de outros pensamentos políticos para quem a manipulação dos meios (principalmente das massas e da comunicação social esquerdista instalada no burgo para quem ser intelectual é ser de esquerda) justifica os fins;
- estava à espera de “um milhão de mortos” e de uma catástrofe humanitária sem precedentes. Também não aconteceu.
- estava à espera que o povo iraquiano ficasse pior, mas, pasme-se, o povo, que aos poucos vai perdendo o medo, até já diz que está a viver melhor;