sexta-feira, abril 30, 2004

o surrealismo do PCP

Ontem passava rapidamente os olhos pelas gordas dos sitios de noticias quando li algo como: o PCP alerta para o perigo do alargamento da UE no sentido em que Portugal saira prejudicado. Deu-me vontade de rir mas a pena que sinto pelo PCP fez-me apenas esbocar um sorriso maternal perante um fillho que se sabe, coitadinho, nao ir longe dado as suas limitacoes…
Sem comentar a carga xenofoba que pode ser atribuida a tal comentario publico que, noutros paises, se espera ser proferido por partidos radicais nacionalistas, e nao por outros; o impressionante da atitude deste partido e o seu surrealismo. Cada vez mais o PCP e um partido surreal, que levita na esfera do etereo, longe, muito longe do povo com que enche a boca para legitimar comentarios tao estupidos quanto este ultimo. Senao, vejamos. Portugal nao teve nem mais nem menos tempo que outros paises membros da UE para se refazer economica e socialmente. A desculpa de uma ditadura antes da democracia ja so cola em acerebrados que desconhecem a historia das democracias mundiais. E o que fez Portugal com esse tempo e com o dinheiro que jorrou pela fronteira a dentro? Oh, muita coisa:

1) estradas com alcatrao de pastilha elastica, distribuido o sobejo pelos empreiteiros, engenheiros de juntas de freguesia e camaras municipais;

2) distribuiu notas a rodos pelos jovens agricultores, que compraram bons carros e casas ainda melhores;

3) construiu parques industriais por esses vilarejos a fora, oferenco instalacoes de mao beijada a empresas que ate um cego via que so queriam usar o pais como plantaforma de exportacao;

4) financiou o ensino publico… financiando as privadas;

E a lista poderia continuar, e continuar, e continuar. Os portugueses nunca sao culpados. Basta fazermos o teste. Numa conversa de café, iniciar com o seguinte: ‘este governo nao faz nenhum…’, logo se ouve ‘ai olhe, EU e que nao votei neles!’. E o pais onde a culpa morre solteira mas nao virgem. E o PCP, sendo um PC portugues, tende a partilhar desta idea. Ora Portugal sai prejudicado nao porque varios paises de Leste vao integrar a Uniao Europeia. Portugal sairia prejudicado nem se fosse o unico pais a integrar a Uniao Europeia porque o que prejudica Portugal esta ca dentro e nao la fora. Pena e que o PCP nao perceba isso e profira declaracoes tristes e, a meu ver, descriminatorias. E ja agora, pergunto, qual e o deus que acha que Portugal merece mais do que uma Lituania? Tenham paciencia…. Saiam mais da sede, deixem de ter maus figados e abram a boca depois de ponderarem muito bem sobre o que vao dizer!