terça-feira, maio 11, 2004

Iraque

Um amigo meu pergunta-me, jocosamente, se considero que a situação que se vive no Iraque está fora de controlo. A pergunta é, evidentemente, venenosa, e um pouco maldosa, porque ele sabe que, ao contrário dele, fui defensor da intervenção e que por causa disso tivemos longas, mas calorosas, discussões. Viro-lhe as costas e não lhe respondo. Não me apetece. Custa-me sempre aceitar que posso estar errado.