quarta-feira, julho 21, 2004

As primárias do PS

No Largo do Rato a coisa começa a aquecer. A meia dúzia de personalidades que constituem a chamada ala esquerda do partido já assumiram que vão apresentar um candidato a secretário-geral. Acho esta opção extremamente positiva e corajosa. Não só vai permitir que haja um mínimo de discussão de ideias, evitando reduzir o processo a uma lamentável disputa de chefes, como também possibilitará, no contexto de estreia em Portugal de uma eleição directa para líder partidário, perceber o quanto vale entre os militantes socialistas a enigmática "ala esquerda do PS".

5 Comments:

Blogger A Vicente said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

10:55 da manhã  
Blogger A Vicente said...

A incongruência mede-se geralmente pelas acções, mas em alguns casos não é necessário tanto, basta efectivamente ficar pelas palavras.
Vejam o exemplo desde partido, em que a esquerda, que para a fora é maioritária – o PS é um partido de esquerda, dizem os seus líderes, não passa de um grupo, ao que parece residual.
Proponho uma redefinição do espectro politico português: o CDS desaparecia, porque não faz falta a ninguém (o Paulo Portas regressava à sua profissão no jornal Sexy Club, onde narraria as suas experiências nos últimos anos); o PSD ocupava formalmente o sector mais populista, como acontece na Madeira e como está a acontecer no continente (digam lá se Alberto João Jardim não é um visionário!); o PS mudava de nome para Partido do Centro Direita, o PCP mantinha-se como está porque, apesar de algumas falhas, em coerência ninguém os bate.

11:07 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Very nice site! »

6:18 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » »

1:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

best regards, nice info Dude wheres my car dvd Oreeign slots motorized wheelchairs hot naked milfs http://www.spywareremoval8.info

6:39 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home