terça-feira, agosto 31, 2004

Valentim



O Sr. Valentim Loureiro, cacique português muito conhecido, presidente de várias coisas e empresário muito importante da região norte (com algumas ramificações por terras africanas) andou a distribuir elogios numa recente visita que fez por uma das freguesias lá do seu feudo. Andou ele a elogiar, imaginem, José Sócrates, candidato a secretário-geral do PS e putativo candidato a primeiro-ministro de Portugal. Eu não sei que tipo de intimidade (para além do programa Polis) existe entre estes dois inefáveis e surpreendentes amigos, mas cheira-me que há elogios piores que qualquer ataque pessoal, como o Dr. Sócrates deve estar a imaginar. Este é um caso simples e paradigmático disso mesmo. Com amigos surpreendentes destes, quem precisa de inimigos?

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

What a great site » » »

11:08 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home