terça-feira, setembro 21, 2004

(Des)Coordenações

Depois do primeiro-ministro ter andado a contratar tanta gente para lhe pôr a imagem (angelical e culta) na ordem, parece que ainda ninguém teve tempo para lhe explicar que nem sempre deve abrir a boca. Principalmente, quando há fortes probabilidades de dali sair asneira. Mas Santana é assim. Não sabe ou não liga, o que é muito pior. De cada vez que faz um comentário a descoordenação no governo fica evidente. Aconteceu com as taxas moderadoras da saúde e aconteceu com o caso da refinaria da GALP de Leça da Palmeira. Ambos os casos graves para serem desconsiderados. Pelo meio, o primeiro-ministro fugiu de um debate prometido na Assembleia onde levou fogo cerrado por ter falado quando não devia.
Num projecto que é de navegação à deriva, sem rumo e sem porto de abrigo, ficam evidentes as inúmeras dificuldades (e incapacidades) deste governo: quando a entrada é periclitante nada de bom se deve esperar à saída, a não ser o aumento da borrasca. Há quem pense, pessoas optimistas, que eles ainda vão mudar. Eu não confiaria muito.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. »

7:28 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very cool design! Useful information. Go on! Refinance mortgage rates medford ca

10:56 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home