quarta-feira, setembro 08, 2004

O PP da Madeira

Na Madeira, o PP do sítio, através do seu mandatário regional Ricardo Vieira um histórico do partido (embora ainda seja muito novo), apresentou a sua lista de candidatos às próximas eleições regionais. Por entre promessas de enorme combate, competência e mérito, tudo apanágio dos candidatos desta confraria (e de outras também), destaca-se, das palavras do dito mandatário, a enorme presença de mulheres e de jovens que compõem esta sociedade meio anónima. A coisa promete.
Ora tenho para mim que de cada vez que um partido fala muito em presenças femininas e de jovens é porque pretende disfarçar algum problema estrutural, utilizando uma estratégia que visa chamar a atenção para um dado que é precisamente irrelevante, ao mesmo tempo que se desmarca do dilema principal. E a verdade, apesar da retórica e das supostas elevadas percentagens de representantes de mulheres e jovens, é essa mesma: o PP, apesar da festança, não tem nenhuma mulher nem nenhum jovem em lugar elegível. Com a lata do costume, explorando este tipo de demagogia abjecta que não disfarça a crise e a manifesta incapacidade de renovação dos seus quadros, eis o PP da Madeira no seu melhor: muito grande nas juras, tão mesquinho nos actos.