quarta-feira, novembro 24, 2004

Bruxelas

De visita ao Parlamento Europeu, na companhia de dois eurodeputados do PSD, fico a perceber porque a Europa caminha para uma espécie de tragédia anunciada. No dia oficial do início de funções de José Manuel Barroso, na passada segunda-feira, os dois eurodeputados que acolhem o grupo mais ou menos numeroso em que me integro, falam-nos como europeístas convictos, apaixonados e cheios de romantismo. Tudo ali é belo e, claro, inevitável. A globalização exige, o desenvolvimento social e económico pede, a burocracia manda. Fiquei na dúvida se devia ter tentado despertá-los para o mundo. Optei pelo silêncio. Não quis estragar a festa e sempre é mais cómodo.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Enjoyed a lot! » » »

9:42 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home