quarta-feira, novembro 10, 2004

Sporting

O guarda-redes Ricardo do Sporting anda muito escandalizado com toda a gente. Razão simples: o menino não gosta de ser alvo de críticas porque isso afecta sobremaneira a família, elemento sagrado e intocável. Eu não conheço a família do Sr. Ricardo, mas reconheço que este é um drama familiar intenso que por vezes descamba em consumo excessivo de anti-depressivos. Contudo é sempre bom avivar a memória quando se tem problemas de amnésia. E lembro-me particularmente das reportagens eufóricas sobre as estranhíssimas virtudes humanas e desportivas de Ricardo por alturas do Europeu e, nomeadamente, depois daquele célebre penálti defendido sem as luvas. Nessa altura não me pareceu haver ali grande tristeza. Ou grande tensão. Eram tempos áureos e o pessoal gostava do Ricardo o que consequentemente fazia da família dele uma família feliz. Só que a vida prega-nos destas lições e o menino Ricardo tem de aprender a aceitar a crítica, quer a sua família goste quer a sua família não goste. E não adianta tapar o sol com a peneira nem chover no molhado: Ricardo não é o melhor guarda-redes português. Como regularmente se tem visto. E apreciado.