terça-feira, fevereiro 01, 2005

Portas, a raposa

É de longe o mais inteligente desta nova geração. Portas é um sobrevivente nato e um político astuto e hábil que não dá ponto sem nó e que vê muito para além da jogada seguinte dos adversários. Coloca muito bem a tónica nos assuntos e é claro como água na exposição dos seus princípios. Ali parece não haver subterfúgios, o que lhe dá uma certa áurea e um dom de enorme transparência e sapiência de quem sabe o que pensar e o que dizer. Portas, poderá ser um dos grandes vencedores da noite das eleições de 20 de Fevereiro. Não por evitar a maioria de esquerda que se avizinha (provavelmente a mais larga de sempre), mas por se manter ou mesmo subir à custa do próprio PSD. Não é de estranhar que os dois extremos políticos da vida portuguesa, tenham líderes como Louçã e Portas. Eles melhor do que ninguém sabem como as coisas funcionam. Mas Portas tem uma enorme vantagem: já foi poder. E ainda por cima, deixou feito algum bom trabalho.