domingo, fevereiro 29, 2004

Inqualificável

A coligação PSD/PP que se vai apresentar às próximas eleições europeias tem como slogan principal a mesma expressão que serve de apoio oficial à selecção que irá participará no próximo Euro 2004. A estratégia já tinha sido utilizada com sucesso, pelo senhor Berlusconi em Itália. Populismo do mais reles. Será possível que não haja uma instituição neste país (a Comissão Nacional de Eleições, por exemplo, ou mesmo a Defesa do Consumidor)que ponha cobro a estas práticas eleitorais que tratam as pessoas como atrasados mentais.

O maior partido da oposição parece, no entanto, afinar pelo mesmo diapasão. Os cartazes que o PS colocou em Lisboa para combater o Dr. Lopes são uma demonstração de política rasteira, não menos populista que a apresentada pelo governo. Já não há pachorra para ver imagens de criancinhas a pedir mais segurança nas ruas. Só falta o PS dizer que a culpa é dos imigrantes.

E assim vai o rectângulo.


sexta-feira, fevereiro 27, 2004

Viva

Muitos parabêns ao Benfica (até porque a minha irmã, também, faz anos amanhã). Abraço aos benfiquistas deste sportinguista, afinal alcançar 100 anos é bonito para qualquer instituição.

BENFICA

O Benfica faz amanhã cem anos. Altura boa para balanços. O Benfica é o maior clube português do século XX, e um dos cinco maiores da Europa, prova-o a estatística e o modo como a sua excepcional força e simpatia são sentidas em Portugal e no mundo. Foi assim e estou convencido que o continuará a ser. Para quem anuncia a decadência recorrendo ao argumento dos resultados recentes não percebe que o Benfica não depende das vitórias, mas das pessoas. Nesse aspecto, goleamos todas as semanas. Irremediavelmente, o Benfica vai começar a ganhar. Viva o Benfica.

quinta-feira, fevereiro 26, 2004

Intimissimi

Recentemente foi revista e agravada a pena a aplicar aos condutores que conduzem as suas viaturas ao mesmo tempo que falam ao telemóvel, devido aos estudos sobre a matéria indicarem, inequivocamente, que o uso do telemóvel enquanto se está ao volante condiciona a atenção e os reflexos do condutor. Parece-me que esta moldura legal está agora mais ajustada à gravidade do comportamento.
No entanto, existem outros potenciais factores de distracção ao volante e que até agora me parece que ainda não foram objecto de análise.
Por exemplo, em Lisboa pululam nestes dias diversos anúncios publicitários da marca de lingerie feminina "Intimissimi".
Contra mim falo, já que por mais do que uma vez deixei de olhar para a estrada para fixar a visão na imagem publicitária...o que vale é que vinha no lugar do pendura!..., mas não poderão estes anúncios situados junto às passadeiras, aos semáforos, em curvas fechadas, constituir também um potencial foco de distracção?
A mim distraem, de certeza...

quarta-feira, fevereiro 25, 2004

Então mister, qual vai ser a constituição do Manchester?

Pois é, está-se a aproximar a hora do jogo do Porto contra o Manchester e ainda não ouvi o mister José Mourinho dizer qual vai ser a equipa do adversário que vai entrar em campo!
Pronto, lá vou ter que aguardar, porque nunca me fio nas previsões dos jornalistas. Prefiro saber antes pela boca do mister Mourinho. Habituei-me desde o jogo de Alvalade...

Bush...

Da Administração Bush, em pânico devido à multiplicação de decisões judiciais nos Estados Unidos que permitiram os casamentos homossexuais, nomeadamente da autarquia de São Francisco, Califórnia, chega-nos o anúncio de que irá apresentar
"uma proposta de uma emenda constitucional que proíbe os casamentos homossexuais nos EUA. Bush defende que o casamento seja reservado à união entre um homem e uma mulher."


Esta proposta emana do homem que, entre outros feitos dignos de registo, durante o seu mandato:
- Possui o record histórico relativamente ao número de famílias americanas que caíram nas malhas da pobreza (1.000.000 de famílias, por ano de mandato);
- Detêm o record do maior deficit da história dos EUA;
- Possui o record do maior número de falências de empresas;
- Reduziu os impostos para os detentores de maiores proveitos económicos, ao mesmo tempo que cortou grande parte das verbas destinadas à alimentação nas escolas públicas americanas;
- Distorceu e manipulou, de acordo com mais de seis dezenas dos mais importantes cientistas norte-americanos, dados científicos que desacreditavam as suas políticas, etc,etc...

Depois destes feitos, a única emenda que, sensatamente, fazia sentido ser incluída na Constituição americana, só poderia ser a de G.W. Bush nunca mais poder exercer uma função executiva no Governo dos EUA...

segunda-feira, fevereiro 23, 2004

Email da D. Cláudia Neves

A Cláudia Neves, da Suíça, não gostou dos nossos comentários. Mandou-nos um email.

"Olà eu até acho graça os vossos comentarios mas hà que fazer atençao de nao brincar com coisas serias.
Quando nao se percebe nao se fala.

A pedofilia é uma coisa seria e nao deve ser falado dessa maneira. Nao gosto muito que falem de mim dessa maneira. Quando alguem deste grupinho fizer volontariado a 100% para uma causa dura como esta a gente voltara a falar até là continuem a brincar quando acontecer com alguem vosso conhecido venhao bater à porta da INOCENCIA EM PERIGO!!!!"


Obrigado pela tentativa de esclarecimento, mas ficamos na mesma. E para a próxima tente dar menos erros. Ajuda à compreensão.

Marítimo e Nacional


O Nacional tem os mesmos pontos que o Marítimo, 37, mas já marcou mais 15 golos (40 contra 25) que o seu rival regional, sofrendo apenas mais 5 (25 contra 20). Num outro patamar, tem apenas quatro empates (o Marítimo já leva 10) e conta com o melhor marcador do campeonato, Adriano (um fora-de-série) com 15 golos. É ainda a equipa da primeira liga que mais concretiza nos jogos em casa.
Ontem o Nacional voltou a mostrar porque é uma equipa demolidora a jogar no seu terreno marcando, novamente, três golos a um pseudo-candidato ao título (antes o Sporting já tinha sentido na pele o tratamento de choque). O Marítimo, por seu turno, precisou de um penálti para ganhar ao último classificado em casa – clube com quem tinha conseguido, incrivelmente, perder na primeira volta – voltando a dar uma pálida imagem da sua capacidade. A diferença de produção, entre uma equipa e outra e pese o mesmo número de pontos, é abissal.
Eu sei que os mais racionais dizem que o que importa é o resultado. Mas é tempo de percebermos uma outra coisa: o futebol também vive do espectáculo, da emoção forte, dos golos imprevisíveis. Logo, as péssimas exibições do Marítimo, aliadas a um fio de jogo muito ténue, têm contribuído decisivamente para um afastamento preocupante da sua massa de adeptos, baixando cada vez mais a média de assistências nos jogos em casa, situação que se reflecte imediatamente no apoio humano que podia receber.
Talvez fosse interessante, alguém elucidar os dirigentes do Marítimo sobre este problema. E o próprio Cajuda também porque desde o tempo do Prof. Vingada que o futebol do Marítimo é uma sucessão de equívocos. Está na hora de o Marítimo se empenhar a sério na competição, treinando com afinco e apostando no espectáculo colectivo em vez de andar a passear a meio da semana pelas escolas da Região e pelos seus diferentes concelhos em acções de charme sem grande consequência. Traz mais publicidade, e é mais proveitoso, golear o Braga e marcar três golos ao Sporting e ao Benfica.
O Marítimo é sem dúvida o maior da Região. Mas tal como à mulher de César, ao Marítimo não basta ser o maior: também é preciso parecer o maior. E isso, ele não está a conseguir. Facto que o Nacional agradece.

Estimativas da INTELI - Inteligência em Inovação

Economia portuguesa andou dois anos para trás

Em 2003, o PIB nacional terá registado uma diminuição de 1,2 por cento face aos doze meses anteriores, o que o que coloca a riqueza gerada no país nesse ano 0,8 pontos percentuais abaixo de 2001.
Mesmo admitindo os malefícios do pessimismo, a verdade é que a leitura destes indicadores não nos dá uma grande tranquilidade quanto a uma retoma significativa da economia portuguesa durante o primeiro semestre de 2004.


Contrariando as previsões avançadas por responsáveis governamentais, estas estimativas (mais umas) só servem, decididamente, para conceder razão ao velho aforismo: It´s the Economy, Stupid!

quinta-feira, fevereiro 19, 2004

Justiça

Cardona nomeou jovens quadros com super-ordenados

A ministra nomeou quadros muito jovens, com pouca experiência e com salários máximos na Função Pública, para um gabinete que já considerou inútil
.

Não se percebe sempre tanto acinte contra os boys do PP no Estado.
Primeiro foram os comentários jocosos aos vencimentos dos boys do Ministro da Defesa, agora os da Justiça...
Senhores jornalistas: Deixai estes jovens em paz, porque todos estes pobres coitados apenas a muito contragosto aceitaram as nomeações, alienando vencimentos faustosos que auferiam no sector privado para virem servir humildemente todos os Zés e as Marias deste rico país e darem a necessária vivacidade pueril a gabinetes considerados inúteis...
Ides ver o bem para o País que irá advir desse jovens do PP. Ainda vos ireis arrepender das lanças de má-língua que agora estão a atirar sobre tão ilustres defensores da pátria!

quarta-feira, fevereiro 18, 2004

Fontes de poder

Manuel Castells afirmou, na passada sexta-feira, que a fonte do poder dos Estados Unidos se encontra nas universidades, mas por cá, parece que as fontes preferidas não são propriamente as mesmas, como se vê por esta notícia do Público:
"Cientista português estuda doenças degenerativas na Suécia por falta de condições em Portugal"
As nossas fontes são mais do género Código de trabalho do Dr. Bagão Félix...

terça-feira, fevereiro 17, 2004

Iniciativas

O sistema que controla a entrada de automóveis em Londres fez um ano. É considerado, de forma quase unânime, um êxito. Além de travar a entrada de milhares de automóveis no centro da cidade, o dinheiro recolhido com as taxas que os automóveis privados têm de pagar por utilizar determinadas vias é investido na rede de transportes públicos.

Crescem as vozes que se assumem contra a desgraça da construção dos dez estádios onde se vão realizar os jogos do Euro 2004. Em vez da crítica destrutiva e, neste caso, muitas vezes ignorante, talvez fosse mais eficaz exigir que percentagem do dinheiro que o Estado espera receber em divisas com a realização do evento fosse aplicada na construção de infraestruturas desportivas por todo o país.

Santana Lopes

Santana Lopes quer à força ser candidato à Presidência da República. Toda a gente já o percebeu. Para isso multiplica-se numa sucessão de acontecimentos que culminaram numa entrevista dada ao Expresso neste fim-de-semana, onde, entre outras coisas, se diz preparado para, vejam lá a modéstia do rapaz, ser candidato a Presidente da República.
Eu já gostei mais do Dr. Santana. E penso que o Prof. Marcelo também, como ficou provado no no domingo à noite, quando, na sua habitual rubrica, se entreteu a classificar o Dr. Santana, entre outras coisas, de irreponsável, de imaturo e de inconsequente.
Detesto indivíduos que nunca estão satisfeitos com aquilo que têm e que vivem para dar nas vistas e sorrir para a comunicação social, falando de ar e de vento, coisa em que o Dr. Santana é perito. Aliás, quem o conhece dos congressos do PSD em que ele é eterno candidato, já sabe o que a casa gasta: muito sorriso, muita lágrima, mas ideias, nenhuma ou quase nenhuma. Projecto político, idem aspas. Talvez uns túneis, mas isso não conta.
O Dr. Barroso tem, pois, um sério problema em mãos a somar ao enorme problema que é a coligação neste momento: nem o Prof. Cavaco avança (e satisfaz toda a gente à direita com excepção do Dr. Portas, do Dr. Santana e de mais um ou outro infiltrado) nem o Dr. Pedro almoça (para azar da esquerda, do Eng. Guterres e dos seus apaniguados).

Carrilho e a câmara fotográfica

O Dr. Carrilho, figura enigmática do socialismo português, ficou muito irritado com um paparazzi que esperava à porta de sua casa uma oportunidade para fotografar a sua mulher, Bárbara (antiga namorada de um tipo de cabelo azul), e o novo rebento deles, um bebé com pouco tempo de vida.
O Dr. Carrilho, armado em bárbaro frente à Bárbara, devia perceber que quem não gosta de ver a sua intimidade violada não a vende a troco de umas patacas (viagens e estadias incluídas) às revistas cor-de-rosa da aldeia, como tantas vezes, para se dar a conhecer, ele fez. A fama é muito ingrata e o sucesso é, evidentemente, uma faca de dois gumes como muitos dos colunáveis do país só muito tarde entende. Com o Dr. Carrilho parece que também é assim.

sexta-feira, fevereiro 13, 2004

Democracia

Curiosa e galante definição de "Democracia" proferida esta manhã por Castells na conferência que efectuou na Gulbenkian:
"Democracia é quando nos acordam às 5 da manhã e nós pensamos que é o leiteiro!"

Sistemas

O Dr. Dias da Cunha, senhor de elevado conhecimento, foi a um programa de televisão, que me recusei a ver, falar sobre o futebol e sobre as eventuais máfias que o controlam.
Os ecos da entrevista já estão por todo o lado.
Diz o douto senhor que os senhores Pinto da Costa e Valentim Loureiro controlam o futebol português e que tem provas inequívocas e inapeláveis contra o José Mourinho, empregado de um clube de futebol acusado por um empregado, que é uma espécie de mascote, de um outro clube de futebol de rasgar uma camisola. Acho tudo muito estranho. O Sr. Dias da Cunha em si, é muito estranho e personagem de duvidosa capacidade de discernimento, mas há algo que não se entende em todo este raciocínio.
Uma equipa que ganhou o seu último campeonato com qualquer coisa como 17 ou 18 grandes penalidades a favor, que fez de Jardel rei da Europa e dos arredores, e que neste, e a procissão ainda vai no adro, já conta com 12, onde se incluem o da Luz, do artista Silva, e o contra o FC Porto em Alvalade, da autoria desse inenarrável Liedson, é realmente uma equipa que se pode queixar, principalmente, do sistema. Ou da falta dele. Para se fazer uma ligeira comparação, o Nacional é a equipa mais concretizadora nos jogos em casa e tem um pénalti assinalado a favor. Coincidência?
Por último, penso que o Sr. Dias da Cunha só pode andar nervoso porque já percebeu três coisas: primeiro, que a sua equipa é vulgar; segundo, que o treinador que escolheu não vale tanto sofrimento; e, terceiro, que é muito mais difícil ganhar jogos sem pénaltis. Mas muito mais mesmo.

quarta-feira, fevereiro 11, 2004

Amnésias

A tal senhora, vinda do país do Avô que corre pelos montes atrás da neta Heidi, de nome Cláudia Neves, Presidente da Associação “Inocência em Perigo" já esteve na Madeira como havia prometido. Não foi ameaçada, não foi ferida, ninguém lhe bateu. Aliás, estranhamente, não fosse o comunicado da PJ e teria passado totalmente despercebida. Ora leiam aqui e aqui.

segunda-feira, fevereiro 09, 2004

AIR

Após Moon Safari e 10.000 hz Legend, eis que os Air regressam agora com Talkie Walkie.
Combinando o lado mais etéreo e polido de Moon Safari com a visão mais áspera e telúrica de 1000 hz Legend, este último album acaba por remontar de certa forma à eclosão primordial da banda pela primazia concedida aos acordes mais simples e melódicos, ainda que sempre polvilhados com microorganismos digitais flutuantes mais desordenados, provindos das mais variadas esferas planetárias, seja elas orientais ou latinas.
O resultado ainda assim aproxima-se mais da procura da simplicidade das galerias espaciais de Moon Safari e merece uma atenta audição, na minha modesta opinião.

quinta-feira, fevereiro 05, 2004

Banda Larga

Apenas 5% dos portugueses tem acesso a esta tecnologia e um relatório da OCDE diz que somos, dos países mais desenvolvidos (facto que desconhecia), o menos desenvolvido na introdução da informática nas escolas e na utilização das novas tecnologias. Esta situação fez com que o primeiro-ministro português viesse a terreno explicar que as novas tecnologias serão prioridade absoluta em termos de política do governo como forma de recuperar o nosso endémico atraso.
Há uns anos atrás, tinha ouvido um discurso com uma preocupação semelhante: o do Eng. Guterres que prometia fazer da Internet e das Novas Tecnologias uma espécie de milagre de Fátima catapultador para um qualquer prodígio económico e social que ainda hoje ninguém descobriu ou sentiu. A promessa era extremamente simples e passava por ter tudo na Internet, porque supostamente, julgava ele, na Internet se podia ter tudo e fazer tudo incluindo, arrogantemente e sem muito esforço, fazer aquilo que não se fez em décadas passadas e perdidas: um Portugal moderno e de sucesso. O resultado está à vista. Desconfio que agora não será muito diferente.

Alvalade XXI

"O Estádio Alvalade XXI vai receber a final da Taça UEFA de futebol em 2005, anunciou hoje a UEFA, em Nyon, Suíça.
Concorreram com o Estádio do Sporting, com capacidade para 50 mil espectadores, outros dois recintos portugueses, o Estádio do Dragão (FC Porto) e o da Luz (Benfica)
"

Depois deste reconhecimento da UEFA, coloca-se a dúvida:
Foi uma pequena vitória para o Sporting e uma grande vitória para o Taveira ou foi uma pequena vitória para o Taveira e uma grande vitória para o Sporting?

Chicote

"Serviço de Informações Militares Desobedecem ao Ministro da Defesa "

O ministro Paulinho já escolheu a punição a infligir a cada um dos militares transgressores. Para isso encomendou duma loja sua conhecida do Príncipe Real umas algemas, um chicote e uma máscara de cabedal para utilizar nas sevícias. Entretanto, já avisou os militares que vai ser bruto...

quarta-feira, fevereiro 04, 2004

Conceitos de desenvolvimento


E num país cheio de sol, vivia a Abelha Maia...
Cartoon de Luís Afonso no Público de hoje.

terça-feira, fevereiro 03, 2004

S.Teotónio

Já aqui tive oportunidade de verberar a política que o Ministério da Saúde está a prosseguir na implementação dos modelos de empresarialização dos hospitais públicos.
Foi a propósito da situação de concessão de privilégios de atendimento e tratamento médico em hospitais públicos aos detentores de seguros de saúde contratualizados com empresas privadas.
Retomo novamente o melindroso tema da saúde para dar conta de mais um atropelo gritante que uma destas novas SA com capitais públicos está a pretender impor aos mais básicos direitos dos doentes que aí acorrem.
A notícia reza o seguinte:
O Conselho de Administração do Hospital de S. Teotónio, de Viseu, determinou que, a existir acréscimo de utentes nos serviços, é permitido o internamento nos corredores dos serviços.
Numa circular interna da instituição pode ler-se que o CA determinou que, "quando se verificar acréscimo do número de utentes nas unidades", "os utentes não sejam colocados nos quartos, entre camas, como tem vindo a acontecer, mas sim no corredor de serviço".
Desta forma, o internamento de doentes nos corredores do Hospital de Viseu deixará de ser uma prática excepcional para passar a ser procedimento corrente e autorizado pelo conselho de administração.

Face a actos de gestão dos serviços com este teor lancinante e aflitivo, que somente denotam uma nítida preocupação com a vertente quantitativa da prestação de cuidados de saúde, torna-se legítimo e premente interrogarmo-nos acerca do lugar que a dignidade, a privacidade ou o conforto dos doentes ocupam na hierarquia de valores propugnados por este Conselho de Administração...
Sempre gostaria de ver se algum destes membros do Conselho de Administração do Hospital de S. Teotónio AS, desejaria ver algum dos seus entes queridos sujeitos às condições que eles preconizam para o internamento
dos doentes do hospital...


revolta

So queria partilhar esta estatistica (e revolta) recente convosco: em 2005 preve-se que na Zambia morrerao 350 pessoas por dia vitimas do HIV. Os parcos dolares 'doados' pelo Presidente Bush ao Fundo de Combate a Sida impoem, como condicao obrigatoria, o respeito pelos direitos a propriedade intelectual (das farmeceuticas, ja se ve). Nao sera isto terrorismo? E querem que eu respeite os que andam por ai a defender guerras! Cambada de acerebrados, e o que sao... Classe media previligiada que quer e putas(os) e vinho verde, esta-se lixando pro resto e vai fazendo politica de sofa que infelizmente conta para a chamada opiniao publica. Nao ha pachorra. Sinceramente!

segunda-feira, fevereiro 02, 2004

Banda Larga

Eis mais um objectivo governamental: "O Governo estabelece uma meta: em 2006, teremos uma penetração de 50% da Internet por Banda Larga no universo das famílias portuguesas".

Eis a realidade no final de 2003:"39% dos portugueses utilizam a Internet";
"10% das famílias dispõem de ligação à Internet em banda larga".

Como não acredito em milagres (ainda por cima no actual contexto económico e social do país), nesta como noutras matérias, melhor ficaria aos responsáveis governamentais que a necessidade política de apresentar cenários para o futuro, não se sobrepusesse tão descaradamente ao real..., para mais tarde os cenários traçados não se desmoronarem como simples castelos de areia, à imagem de outras metas virtuais anteriormente traçadas...
Pés assentes na terra é o que se pede!

Regressos

O Dr. Mário Soares regressou em força para dizer mal de tudo o que se mexe. O alvo prioritário voltou a ser o suposto governo de extrema-direita que está no poder. Eu não iria tão longe: para mim bastava demitir 3 ou 4 ministros, proibir o Dr. Soares de falar e a coisa imediatamente recompunha-se. (Pergunta adicional: como se remodela um ministro indicado pelo PP? Segunda pergunta adicional: a quem prestam contas o Dr. Bagão e a Dra. Celeste? Ao Dr. Barroso ou ao Dr. Portas?);

O Dr. Cavaco regressa às sondagens como favorito, facto quanto a mim inédito e esclarecedor. O Dr. Santana não deve ter gostado muito da coisa, mas ele também não é pago para gostar e sim para fazer que é coisa que ele ultimamente não tem feito (nota: aparecer na televisão não é igual a obra feita).
Sintomático é 19% dos portugueses acreditar que ainda vai poder votar no Dr. Sampaio. Este país, não tenho dúvidas, é esclarecido.

O Dr. Carvalho da Silva promete regressar aos combates de rua contra o governo e quanto a mim, muito bem porque está na hora de mudar os sacrifícios de lado. Chega de andar a mexer sempre no bolso dos mesmos. Há muita gente por aí a rir-se de tudo isto. O Dr. Soares é um deles.

Regressaram também os inúteis documentos, estudos e manifestos dedicados a uma hipócrita união nacional. Para variar, pessoal que domina essa ciência obscura que atende pelo nome de economia, é quem se assume como rosto visível do movimento. Boas notícias, sem dúvida. Mas não para a maioria do povo.

A violência regressou ao futebol português facto que para além de não ser inédito, é pelo menos premonitório: o futebol é reflexo do país medíocre que somos e o estado deve urgentemente, à boa maneira estalinista, pôr fim a isto e mandar meia dúzia para campos de trabalho bem longe da aldeia. Chega de bandalhos também no futebol.

O Vasco Pulido Valente regressou às suas sempre extraordinárias crónicas no DN. Vá lá que é uma boa notícia.

Continuo é sem ver quando se cumpre este maldito mito sebastianista. Não há maneira.

Cirurgia Plástica

"A administração tributária processou, em Dezembro passado, apenas 153 reembolsos de IVA, referem as estatísticas de actividade daquela direcção-geral, quando no ano de 2002, segundo os dados oficiais, se efectuaram 38.907 reembolsos. Em causa estão cerca de 350 milhões de euros retidos que ajudaram a compor a receita fiscal do ano passado".Público, 02-02-2003

Mais uma vez se denota que, de facto, a ministra das Finanças enganou-se na sua especialidade!
Parece que a sua vocação é mais a cirurgia plástica, com especialização em tratamentos cosméticos, do que gerir as contas do país com seriedade...